PIS 2018

O Programa de Integração Social, mais conhecido como PIS, foi criado no Brasil em 1970 e representa uma espécie de abono que beneficia os trabalhadores da iniciativa privada. O PIS 2018 é considerado como o décimo quarto salário e atende, principalmente, os empregados de baixa renda. Este benefício, mantido pelo Governo Federal, é administrado pela Caixa Econômica Federal.

Paralelamente ao Caixa PIS, foi criado o PASEP, voltado para os trabalhadores do serviço público, que é um benefício parecido com o PIS e administrado pelo Banco do Brasil.

Quem tem direito ao PIS

Nem todo o trabalhador tem direito ao PIS. Para ter esse benefício existem algumas regras.

  • É preciso estar cadastrado no programa por no mínimo 5 anos;
  • Ter recebido no ano-base no máximo dois salários mínimos mensais, o que dá R$1.760.00;
  • A empresa empregadora deve ter entregue de forma correta o RAIS;
  • O trabalhador ter trabalhado de forma remunerada e com carteira assinada durante, no mínimo, 30 dias no ano-base, podendo ser consecutivos ou não.

Cabe lembrar que empregadas domésticas não têm direito a receber o PIS 2018, pois mesmo tendo carteira assinada seu nome não é informado na RAIS que vai para o Ministério do Trabalho e Emprego, não havendo assim regulamentação que permita o registro e recebimento do benefício.

Este importante benefício social implantado no Brasil favorece também os idosos e aqueles em grave situação de saúde, pois além de poder ser sacado ano a ano, satisfeitas as regras do Programa, é também usufruído por pessoas em condições especiais.

Valor do PIS 2018

O valor PIS 2018 corresponde a um salário mínimo vigente, que é de R$ 937,00. O valor do PIS, no entanto, é proporcional ao tempo de serviço no ano base. Assim, só terá direito ao abono salarial com valor integral quem tiver a carteira assinada em 2016 durante todo o ano.

Para salientar a base média que o trabalhador irá receber, o Governo criou uma tabela com os valores de acordo com os meses trabalhados, confira abaixo:

  • 1 mês (30 a 44 dias) = R$ 79,00
  • 2 meses (45 a 74 dias) = R$ 157,00
  • 3 meses (75 a 104 dias) = R$ 235,00
  • 4 meses (105 a 134 dias) = R$ 313,00
  • 5 meses (135 a 164 dias) = R$ 391,00
  • 6 meses (165 a 194 dias) = R$ 469,00
  • 7 meses (195 a 224 dias) = R$ 547,00
  • 8 meses (225 a 254 dias) = R$ 625,00
  • 9 meses (255 a 284 dias) = R$ 703,00
  • 10 meses (285 a 314 dias) = R$ 781,00
  • 11 meses (315 a 344 dias) = R$ 859,00
  • 12 meses (345 a 365 dias) = R$ 937,00

Calendário PIS 2018

PIS 2018

Para saber qual o dia do recebimento do seu PIS, é preciso ficar atento ao calendário PIS 2018. Os primeiros meses deste ano foram destinados ao pagamento do PIS referente ao ano passado. Em relação ao PIS 2018, a Caixa Econômica Federal está liberando o benefício a partir deste mês de julho, estendendo-se até junho de 2018. A data de pagamento também leva em conta o mês de aniversário do beneficiário.

É preciso muita atenção a tabela do PIS 2018, pois o benefício só pode ser sacado até 30 de junho de 2018. Após essa data, o dinheiro volta para os cofres da União e não fica mais disponível para o resgate por parte do trabalhador.

Como sacar o PIS 2018

PIS 2018​Para fazer a solicitação de saque, é necessário levar documento de identificação original, válido e em bom estado, e o cartão ou comprovante de cadastramento ou CTPS, com o número do PIS.

Os saques dos rendimentos podem ser feitos por crédito em conta, quando o beneficiário possui conta individual na Caixa, com saldo positivo e movimentação nos últimos meses; nos caixas eletrônicos da Caixa, Correspondente Caixa Aqui e Loterias, utilizando o Cartão do Cidadão.

Para sacar diretamente no caixa da Agência, é necessário apresentar documentos de identificação.


  • Conclusão

O PIS – Programa de Integração Social do Governo Federal — representa um importante mecanismo para distribuição de renda, beneficiando os trabalhadores das camadas mais baixas da sociedade. O benefício também é uma forma de incentivo para que as pessoas formalizem sua relação de trabalho, na medida em que atende apenas aqueles trabalhadores com carteira assinada.

Por outro lado, também representa uma forma de fiscalização sobre a atuação das empresas, que devem manter em ordem as informações prestadas ao governo federal no que diz respeito às suas relações de trabalho com os empregados, entregando corretamente a RAIS.

Leu todo artigo? Caso possua alguma dúvida em relação ao PIS 2018, seja calendário, valor, consulta, quem tem direito, deixe um comentário logo abaixo que iremos te responder assim que possível. Boa sorte!